quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Sem título

A chuva escurece o sol
enquanto delimito minha eternidade.
Olho seu retrato em segredo.

2 comentários:

  1. Janara, parabéns pelo breve e belo poema.
    Olha, estou querendo falar com vc. Envie-me, por favor, o número do seu celular para o meu e-mail: jivmpoeta@gmail.com
    Abraços.

    JIVM

    ResponderExcluir
  2. vi no blog do JIVM e vim aqui. Meio sem tempo pra ler mais, mas gostei desse poema (gosto de poemas pequenos). Será que são os segredos que delimitam nossa eternidade? Foi a pulga que me fez parar aqui.

    Abs :)

    ResponderExcluir

Quebre o silêncio!