terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Carnaval Cultural Barreirense




Descobri nesse ano que amo carnaval. Não o carnaval ópio, hipnótico, adestrador.

Tive a honra de, pela primeira vez, participar do bloco Netos de Momo, um dos mais tradicionais de Barreiras. Reúne há 28 anos pessoas de todas as idades e promove a festa mais pacífica e divertida que já vi na minha curta vida. O tema desse ano foi Navegação – Embarque nessa folia, e o palco da Landulfo Alves teve até uma carranca feita pelo artista Rondinelle. O Bloco fez a concentração na casa de Hamiltom Pamplona, como de costume, e também paradas em 12 casas que serviam comida e bebida gratuita para os foliões – geralmente caldo, pra agüentar o tranco. Percorremos as ruas do Centro Histórico e finalizamos na Praça Landulfo Alves, com a banda Angical tocando as famosas marchinhas que embalam nossos carnavais há décadas, comandada pelo Maestro Ló. O clima de amizade, de respeito e o ar de tradição (vá lá, tivemos algumas inovações nas fantasias) me fizeram amar ainda mais a cidade de Barreiras e me sentir mais filha dessa terra. O Bloco Netos de Momo reúne as famílias mais antigas, e como sempre escutei mamãe falando nomes e mais nomes, histórias e mais histórias de quando morava lá, foi como ver a ilustração de um livro que me fora contado por toda a vida. Uma delícia.

 




O carnaval começou com o cortejo de barcos conduzindo o Rei Momo, a Rainha e as Princesas pelo Rio Grande até a Landulfo Alves, lembrando das embarcações que aportavam no cais no início de Barreiras. Os blocos tradicionais começaram a desfilar a partir daí: Idade Viva, Maluco Beleza, Bloco dos Bonecões (ótimos!!). Nos outros dias vimos também o Bloco da Rôla, Nega Maluca, além das apresentações do grupo infantil Maria Pimenta, o Boi Jaú de Angical, Maculelê e Karatê. Hoje estarão passando os blocos Mordomia, as Baianas, as Panteras, as Casadas, Nega Maluca e novamente os Bonecões, que animou todos os dias do Carnaval Cultural.

Ufa. Até cansei.



Posso reclamar de muita coisa aqui de Barreiras, mas esse Carnaval superou todas as minhas expectativas. Perfeito.

Aqui vai a única foto que me lembro ter tirado nesse carnaval. Pelo menos é a única que chegou até minhas mãos. Não fui fantasiada, mas meu querido amigo Diego disse que só faltou o chapéu pra ficar igual ao Willy Wonka. 



Agora é esperar 2011, com ansiedade e desejo. Aceito idéias para as fantasias (a do Diego já está anotada).

3 comentários:

  1. Senhorita Janara,
    Seus escritos retratam exatamente o espírito dos Netos de Momo. Muito bom!
    Nada obstante ter sido essa a sua primeira participação, é de notar que és uma autêntica "neta de momo". Bem-vinda!
    Por conta de tão belas e generosas palavras sobre os Netos não poderia me escusar de postar este breve comentário.´
    Repita a dose no próximo ano (devidamente fantasiada rsrsrsrs...). Aguardamos vc.
    Em nome dos Netos de Momo agradeço.
    Abraços
    Rui Eduardo "Pamplona"
    Fundador dos Netos de Momo

    ResponderExcluir
  2. O Carnaval passou, Folia de Reis passou, estamos na quaresma e vem aí aquele coelho maluco distribuindo os ovinhos do Lewis Carrol, certo? (vou te mandar um artigo excelente a propósito de Alice em 3D, quer? Bjsss. F.)

    ResponderExcluir
  3. De tanto odiar este carnaval Brasil a fora que se tornou vulgar, de tanto me cansar de ouvir rebolaixon, de tanto esperar encontrar algo assim valeu muito a pena entrar nesse blog e saber sore este bloco Netos de Momo.

    ResponderExcluir

Quebre o silêncio!