terça-feira, 13 de outubro de 2009

Vitor Nascimento de Sá - Poesia Baiana



Tomei conhecimento de VITOR NASCIMENTO DE SÁ no blog de José Inácio Vieira de Melo. Vitor Nascimento de Sá nasceu em 1982, no sudoeste da Bahia, em Maracás. É poeta e professor de literatura, formado em Letras na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) em Jequié, é co-diretor do Grupo Concriz – equipe de jovens recitadores e poetas que tem realizado diversos recitais no Estado, desde 2005.

Na verdade, olhando o blog (saudade de falar folheando!) vi o poema CARONTE e adorei. Pensei, de início, que era de José Inácio; só depois, com cautela, descobri que era de Vitor Nascimento de Sá. É fenomenal. De um cuidado incrível, ele faz uma poesia fluida, que dá prazer em recitar. Aqui trago o poema que me fez apaixonar pelo trabalho desse rapaz. Aproveitem.

 
CARONTE

Na primeira vez que vi Caronte,
minha vida pareceu mais acabada.

Mas passadas quase três eternidades,
mirando sua face na saída,
pareceu-me a única amiga
a que eu já tinha observado.

Na terceira vez que Caronte encontrei,
já trazia o coração despedaçado:

nem o cumprimentei, pobre barqueiro.
Paguei e ordenei que atravessasse,
eu, lamentando ter morrido de infarto
e com paixão mandando no meu peito.

Caronte, agora, encontro todo dia:
é porteiro do prédio onde trabalho.

Com bom dia o saúdo logo cedo;
vem trazer o meu jornal meio amassado.
E, ao sair, digo assim, meio com medo:
boa noite, meu barqueiro desgraçado.

2 comentários:

  1. Janara Soares,

    Que feliz surpresa tive ao encontrar meu poema em seu blog. Obrigado pela gentileza. Que bom que o poema despertou algo em você.

    ResponderExcluir
  2. É de fato uma obra grandiosa. Parabéns!

    ResponderExcluir

Quebre o silêncio!